Trânsito

Licenciamento Eletrônico

O proprietário que optar em fazer o licenciamento eletrônico deve ter em mãos uma cópia do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) e recolher as taxas referentes ao licenciamento, seguro obrigatório e eventuais débitos, como multas e IPVA, além da taxa de postagem nos bancos credenciados pelo Detran (Banco Nossa Caixa, Caixa Econômica Federal, Bradesco, Real, Itaú, Banespa, BBV, Unibanco, Mercantil e Sudameris). Neste caso, o documento será encaminhado ao endereço do proprietário do veículo, que consta no cadastro do Detran, em cinco dias úteis. Para usufruir desse serviço, não é necessário ser cliente dos bancos credenciados.

O recibo do licenciamento pago não serve como documento, caso o veículo seja parado em uma fiscalização de trânsito. Para fazer o licenciamento eletrônico o endereço residencial deve ser idêntico ao que consta no cadastro do Detran. Além disso, o veículo pode possuir no máximo 15 multas, não deve apresentar restrições judiciais ou administrativas, e tem que estar emplacado com placas de três letras. Os proprietários de veículos que estiverem com o endereço desatualizado devem atualizá-lo junto ao órgão onde o veículo está cadastrado e, somente depois podem providenciar o licenciamento eletrônico.

Mais informações no site do Detran.