Quarta-feira, 17/12/14 - 20:00

Alckmin anuncia Alexandre de Moraes para Segurança

O governador Geraldo Alckmin anunciou, nesta quarta-feira (17), o jurista e advogado Alexandre de Moraes para a Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP/SP). Alexandre de Moraes assumirá o cargo no dia 1º de janeiro, substituindo Fernando Grella Vieira, que esteve à frente da pasta desde novembro de 2012.

“Nós convidamos para esse novo mandato, o Alexandre de Moraes, que tem larga formação jurídica, é um grande advogado e também tem espírito público. Tenho certeza que ele vai redobrar os esforços para fazer um grande trabalho”, disse o govenador durante o anúncio.

Ao falar sobre o convite para assumir a SSP, Alexandre de Moraes disse ter ficado extremamente contente e honrado. Ele também ressaltou o trabalho desempenhado até então. “O doutor Fernando [Grella] teve a possibilidade de mostrar na prática que é possível atuar com firmeza na segurança pública, mas com absoluto respeito aos Direitos Humanos, que é sua grande marca”.

O novo secretário destacou que vai manter essa marca de Grella, com a ideia de avançar no serviço público. Alexandre de Moraes enfatizou, ainda, que cada novo gestor que assume tem que aproveitar o que foi feito e avançar. 

Durante o anúncio, o governador agradeceu o secretário Grella pelos serviços prestados. “Quero trazer uma palavra de agradecimento ao doutor Fernando Grella que fez reformas importantíssimas na área da segurança pública, plantou sementes estruturantes que vão frutificar”.

Alckmin destacou as medidas que criaram o sistema de bonificação aos policiais, a Lei dos Desmanches, a DEJEM e o Detecta. “Quero agradecer ao doutor Grella, que é um homem público, com extremo espírito público, caráter, competência e que nos ajudou muito no Governo. Sou seu admirador”, disse.

Fernando Grella, também presente no anúncio, agradeceu ao governador e a cada policial militar, civil e técnico-científico pela confiança e apoio durante o período em que esteve à frente da SSP. De acordo com ele, os integrantes das polícias foram peças fundamentais para avançar e conseguir resultado no trabalho.  

Grella lembrou que o grande desafio na área da segurança pública são os roubos em geral. Entretanto, explicou que não se trata de um desafio apenas do estado de São Paulo, mas de uma questão nacional. Segundo ele, o aumento de roubos se deve a múltiplos fatores, como ciclo econômico, e também deficiências na legislação.

“A polícia trabalha muito, prende bastante, opera muito, tem apreensões gigantescas de armas e drogas. E, no entanto, o resultado desse trabalho não aparece, e não aparece porque há falhas na legislação”, disse Grella, ressaltando que o Judiciário, o Legislativo e as esferas de governo precisam participar mais da área de segurança pública.  

Depois de destacar algumas medidas estruturantes que tomou enquanto comandou a SSP, Grella desejou sucesso ao novo secretário. “Nós não temos dúvidas que as ações [medidas estruturantes] vão surtir efeito na redução dos roubos no ano que vem. Queria desejar ao doutor Alexandre, a quem muito admiro, todo sucesso, todo êxito”, finalizou.

Trajetória de Alexandre de Moraes

Alexandre de Moraes é formado pela Faculdade de Direito do Largo de São Francisco (USP), em 1990, onde também obteve os títulos de doutor em Direito do Estado (2000) e livre-docente em Direito Constitucional (2001).

Foi professor associado da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, tendo sido Chefe do Departamento de Direito do Estado da FADUSP no biênio 2012-2014, professor titular da Universidade Presbiteriana Mackenzie e das Escolas Superior do Ministério Público de São Paulo e Paulista da Magistratura; além de professor convidado de diversas escolas da Magistratura.

Em 1991, foi o primeiro colocado no Concurso de Ingresso à Carreira do Ministério Público do Estado de São Paulo, tendo sido promotor de Justiça de 1991 a 2002. Em janeiro de 2002, aos 33 anos de idade, foi nomeado o mais novo secretário da Justiça e da Defesa da Cidadania da história do Estado de São Paulo, exercendo o cargo até maio de 2005, quando foi eleito para o CNJ.

De agosto de 2004 a maio de 2005, também acumulou a presidência da antiga Fundação do Bem-Estar do Menor (Febem/SP), hoje Fundação CASA. Em junho de 2005, foi nomeado pelo presidente da República membro da 1ª composição do Conselho Nacional de Justiça (biênio 2005-2007). De agosto de 2007 a junho de 2010, exerceu os cargos de secretário municipal de Transportes de São Paulo, acumulando as presidências da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) e SPTrans (São Paulo Transportes – Companhia de Transportes Públicos da Capital) e, também, a titularidade da Secretaria Municipal de Serviços de São Paulo de fevereiro de 2009 a junho de 2010.

Alexandre de Moraes é autor de diversas obras jurídicas, entre elas livros sobre direito constitucional, direitos humanos, agências reguladoras e legislação penal especial.

Assessoria de Imprensa e Comunicação da Secretaria da Segurança Pública, com informações do Portal do Governo


Compartilhar em: