Ações de Segurança

Delegacia eletrônica

População pode utilizar plataforma online para registrar 13 tipos diferentes de ocorrências

Criada em 2000 para facilitar o registro de boletins de ocorrência, a Delegacia Eletrônica já recebeu mais de 6 milhões de solicitações. São 13 tipos diferentes de ocorrências que podem ser registradas por meio do site http://www.ssp.sp.gov.br/nbo/.

Podem ser registrados casos de furtos - incluindo de veículos -, perdas (documentos, celulares e placa de veículos), ameaça, injúria, difamação, calúnia, desaparecimento e encontro de pessoas. Desde dezembro de 2013, também podem ser comunicados roubos de objetos ou de veículos.

O registro da ocorrência pela web depende do preenchimento correto de um formulário disponível no site da Delegacia Eletrônica. Além de informações pessoais da vítima, são pedidos dados como local onde o crime aconteceu e características de um possível autor.

Em alguns casos, como roubos e furtos, um policial da Delegacia Eletrônica analisará o caso e entrará em contato com a vítima por telefone para checar algum dado ou colher mais informações. Ele será responsável por aprovar ou reprovar o boletim de ocorrência. Será possível acompanhar o andamento do pedido pelo site da Delegacia Eletrônica.

Uma vez aprovado, o boletim será encaminhado ao Distrito Policial da área onde ocorreu o crime, que o investigará. Nos casos de roubo, a vítima será orientada a comparecer à unidade policial indicada no prazo de cinco dias úteis após a aprovação do boletim.

Facilidade e economia

A central da Delegacia Eletrônica atende a população de todo o Estado de São Paulo, durante 24 horas. A plataforma facilita no registro das ocorrências, uma vez que não torna necessário o comparecimento da vítima a uma delegacia. Dessa forma, há maior parte do interesse das pessoas em registrar os casos, o que melhora o trabalho da polícia no combate à criminalidade.

Além de beneficiar a população e o trabalho policial, o Estado também ganha com a economia. Com o registro é feito pela web, não há necessidade da impressão, o que reduz o gasto com papel ou tinta. Além disso, os boletins são armazenados digitalmente, reduzindo a necessidade de grandes arquivos.

Vinculada ao Centro de Comunicações da Polícia Civil e subordinada ao Departamento de Inteligência da Polícia Civil (Dipol), a Delegacia Eletrônica reduziu notavelmente o atendimento presencial nas delegacias.

Última atualização: 03/02/2016